segunda-feira, 26 de julho de 2010

O encontro marcado- Fernando Sabino

"E assim eram todos - escitores sem livros, poetas sem versos, pintores sem quadros, arraia miúda da arte que vicejava ao seu lado, tirando-lhe o que lhe restava de melhor - entusiasmo, idealismo, mocidade.
(...) Mas ainda haveria de se salvar."

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Minha irrelevante teoria sobre tudo

O homem vive uma busca incansável por respostas. Queremos explicar os fenômenos da natureza, da sociedade e da religião, e quando não o conseguimos criamos histórias pelo simples fato de que não ter uma explicação para o que queremos saber acaba por nos frustrar. Todas as culturas criaram seus mitos associando a origem do mundo, os fenômenos da natureza e os grandes acontecimentos da vida à atuação de forças exteriores à realidade. Pandora, por exemplo, foi uma tentativa dos gregos explicarem os males do mundo. O amor, o sexo e a beleza para os gregos eram causados por Afrodite, enquanto os romanos acreditavam ser obra da deusa Vênus. Os celtas diziam que Tan Hill era responsável pelo fogo; e por aí vai...
Criar histórias fantásticas para o que não sabemos faz parte de nossa natureza. Ansiamos por respostas e não admitimos ficar sem elas. Hoje julgamos os mitos das antigas civilizações ilógicos e inverídicos, e fazemos isso porque eles não apresentam explicações à altura das que queremos, além de provarmos pela razão que as coisas não são daquela maneira, fazendo com que as descartemos. Possuímos suporte científico para grande parte de nossas perguntas, mas para as que não possuímos, inventamos nossos próprios mitos. Hades virou o diabo e todos os outros deuses viraram um único deus. Criamos histórias de fantasmas porque não sabemos o que acontece depois da morte; criamos histórias sobre como surgiu o mundo ou o homem porque não sabemos como de fato surgimos; criamos contos de extraterrestres porque não sabemos o que existe além do que conhecemos do espaço.
E o que garante que nossos mitos não serão derrubados assim como derrubamos os anteriores? Deus realmente existe? Espíritos andam mesmo por aí? As idéias que temos sobre extraterrestres chega ao menos perto do que existe de verdade? Eles sequer existem? Até onde o universo vai? Como tudo começou? Quantos mitos serão derrubados e quantos novos aparecerão até que finalmente possamos saber a verdade? Saberemos a verdade?

Ship Anchor